Estrutura moderna

Alunos Egressos

moleculas.png

          A reflexão sobre os objetivos do PPG-EQ/UERJ e, como estes estão sendo cumpridos, remete diretamente à questão do perfil do egresso. Com o propósito de verificar o destino de nossos alunos egressos de mestrado e doutorado, foi elaborado questionário que é enviado regularmente aos ex-alunos visando manter atualizado um banco de dados de pós-graduados pelo PPG-EQ/UERJ.

          Os resultados desta pesquisa estão apresentados abaixo de acordo com um conjunto de categorias profissionais de forma a condensar os dados de forma mais objetiva. Os dados apresentados correspondem aos titulados dos últimos 10 anos (2011-2020):

 

Total de egressos nos últimos dez anos: 175

Ex-alunos de Mestrado: 145

Ex-alunos de Doutorado: 4

Ex-alunos de Mestrado e Doutorado: 26

 

1. Professor de nível superior na área de engenharia química e áreas afins: 15 (8,57%)

          Esta categoria compreende os egressos que lecionam em Instituições de Ensino Superior (IES), tais como, UERJ, IFRJ, UNESA, UCAM, etc. Apesar do primeiro doutor do PPG-EQ/UERJ ter se titulado apenas em 2016, já há uma parcela considerável de egressos que estão inseridos no sistema de ensino superior, seja apenas com o título de mestre ou já com o título de doutor.

2. Funcionário de empresa na área de engenharia química ou áreas afins:  40 (22,86%)

          Esta categoria contém todos os egressos que estão empregados em empresas com atividades no campo da engenharia química e áreas afins. É a categoria com maior contingente, indicando que o PPG-EQ/UERJ está formando mão-de-obra especializada e que esta está sendo absorvida pelo mercado de trabalho.

 

3. Servidor público atuando na área de engenharia química ou áreas afins: 19 (10,86%)

          Esta categoria registra egressos que estão empregados no serviço público em carreira não docente no campo da engenharia química e áreas afins. Exemplos de instituições na qual estes egressos estão lotados: ANP, FIOCRUZ/FARMANGUINHOS, CNEN, INPI, Universidades Públicas, etc. Esta parcela mostra que o PGG-EQ/UERJ também supre mão-de-obra especializada para carreiras técnicas no âmbito do funcionalismo brasileiro nos seus três níveis: federal, estadual e municipal.

 

4. Pesquisador ou Pós-doutorando:  24 (13,71 %)

 

          Esta categoria contempla egressos que estão fazendo pós-doutorado, são pesquisadores visitantes, bolsistas em projetos de pesquisa, etc. Esta parcela registra que parte dos nossos egressos estão sendo inseridos no sistema de C&T no Brasil.

5. Empreendedor em engenharia química ou áreas afins: 2 (1,14%)

 

          Esta categoria corresponde a dois egressos que fornecem serviços de engenharia através de empresas da qual são donos/sócios. Apesar do valor pequeno em termos proporcionais, é um registro interessante a respeito da criação de novas empresas atreladas ao setor de engenharia.

6. Pós-graduando: 32 (18,29%)

 

          Esta categoria representa os ex-alunos de mestrado do PPG-EQ/UERJ que estão cursando o doutorado atualmente.

7. Professor de ensino fundamental e médio: 16 (9,14%)

 

          Esta categoria contempla os egressos que estão se dedicando à docência no ensino fundamental e médio. Apesar do PPG-EQ/UERJ ser um curso de pós-graduação em Engenharia, este quantitativo de egressos mostra que a pós-graduação brasileira de uma forma geral pode contribuir para aperfeiçoar a formação acadêmica de professores de ensino fundamental e médio.

8. Gestão em empresa fora da área de engenharia química: 7 (4,00%)

 

          Esta categoria corresponde aos egressos que foram absorvidos no mercado para trabalhar em carreiras gerenciais, embora não associadas ao campo da engenharia química.

9. Empreendedor fora da área técnica: 4 (2,29%)

 

            Este caso corresponde a egressos que, devido à crise econômica, não conseguiram colocação e estão atuando como empreendedores fora do seu ramo de formação.

10. Fora do mercado de trabalho: 7 (4,00%)

 

          Esta categoria contempla uma série de histórias pessoais distintas que afastaram o egresso do mercado de trabalho, tais como, desemprego devido à crise econômica, mudança de país para acompanhar o cônjuge, abandono voluntário da carreira para abraçar uma outra profissão buscando realização pessoal, etc.

11. Não identificado: 9  (5,14%)

 

          Não conseguimos informações mais precisas a respeito de um conjunto de nove ex-alunos.